Artigos

Fertilização Líquida

Todas as plantas necessitam de nutrientes da água, além do fornecimento correto de Luz e CO2

  • Por: AQUABR
  • 04/07/2011
  • 5779 visualizações

 

Fertilização Liquida


Todas as plantas necessitam de nutrientes da água, além do fornecimento correto de Luz e CO2. Algumas delas capturam os nutrientes pelas folhas e utilizam a raiz como forma de fixação, outras já utilizam as raízes para consumo de nutrientes.

O fornecimento correto de CO2 e luz é essencial para o desenvolvimento e plena saúde das plantas, assim como consumindo os nutrientes da água, faz com que evite algas. Mas isso também não significa que seu aquário nunca terá algas!

 

Como uma bela representação da natureza, muitos dos nutrientes necessários são gerados pelo próprio aquário vindo das alimentações fornecidas, dejetos da fauna existente e decomposição das folhas.

 

Além do próprio ciclo biológico do aquário, temos os nutrientes da água utilizados na manutenção do mesmo, sendo esse o segredo das TPAs (Troca Parcial de Água) que também possue a função de fornecer novos nutrientes para o aquário e ajudar na quebra do acúmulo de um determinado nutriente. Não podemos esquecer que o aquário é uma biologia fechada, sem a renovação à acúmulos como, por exemplo, a amônia. (leia O ciclo do nitrogênio está diretamente relacionado à qualidade da água, Amônia, Nitrito e Nitrato).

 

Quando um aquário está todo completo com fornecimento de CO2, Luz e TPAs corretas, tudo funcionando perfeitamente, mas ainda assim, as plantas não crescem, as folhas estão amareladas ou caindo, isto ocorre porque provavelmente há falta de nutrientes.

 

Podemos classificar os nutrientes em Macronutrientes e Micronutrientes, sendo:

Macronutrientes: Nitrogênio, Fósforo, Potássio, Cálcio, Enxofre e Magnésio.

Micronutrientes: Ferro, Cobre, Manganês, Zinco, Molibdênio, Boro, Cloro.

 

“Sendo o ferro considerado o nutriente mais importante para as plantas.”

 

Ao nutrir as plantas do aquário com fertilizantes deve-se tomar muito cuidado para que não ocorra surtos de água, observando e baseando-se a partir da quantidade de plantas que possui no aquário, lendo e nunca ultrapassando as instrução do fabricante de fertilizantes líquidos para uma administração correta.

Algumas marcas indicam adição semanal, outras várias vezes ao dia. É importante frisar que normalmente as medidas são para aquários com uma grande quantidade de plantas, sendo assim, se o seu aquário tem poucas ou está no início, reduza a quantidade da dosagem, já caso o seu aquário for bem plantado, insira a quantidade indicada, o mais importante é não ultrapassar a quantidade aconselhada pelos fabricantes.

 

O conselho para fertilização é:
50% na primeira e segunda semana;
75% na terceira e quarta semana;
100% a partir da quinta semana.

Plantas bem nutridas consomem rapidamente os nutrientes da água não deixando que as algas se beneficiem. Após algumas semanas do início da fertilização, se perceber o desenvolvimento de algas, é sinal que os nutrientes não estão sendo consumidos como deveriam e as algas estão se beneficiando deles. Deve-se então, reduzir gradativamente a inserção de fertilizantes, aumentando as frequências de TPAs, a inserção de uma fauna que consuma algas e retiradas destas manualmente, ao diminuir a proliferação de algas, voltar com uma dosagem menor.

 

Fertilizantes liquidosOs testes de nutrientes são complicado pois, só poderia ser feito com exatidão em laboratório, sendo eles com custos elevados. Podemos trabalhar com testes de de nitrato para nitrogênio, medindo assim, os macronutrientes. Já para os micronutrientes, trabalhamos com o teste de ferro por ser o único entre os micronutrientes que podem ser medidos.

 

Os testes servem para saber se as plantas necessitam de nutrientes, sejam os macronutriente ou micronutrientes. Existem inúmeros fertilizantes no mercado, alguns fornecem todos os macronutrientes necessários em um único produto ou separadamente, outros fornecem os macro e micronutrientes juntos ou somente micronutrientes. Basta fazer o teste para saber qual está em falta em seu aquário plantado e fazer a escolha mais adequada para o uso do produto que contém a solução para a deficiência.

 

Fonte: Introdução ao Aquapaisagismo, Aquahooby, Thelordwolf
W3TOOLS