Entrevistas

Entrevista com Marcelo Assano

Reprodução de peixes ornamentais

  • Por: AQUABR
  • 01/07/2011
  • 4341 visualizações

Entrevista com Marcelo Assano

Marcelo, antes de mais nada queremos parabenizá-lo pela bem humorada e muito bem explicada palestra no 4º EAB.

AQUABR: Conte um pouco sobre o Marcelo Assano, O que fez um fotógrafo de grande experiência na área se tornar Biólogo?
"Bem, nasci em uma pequena cidade do interior de São Paulo que se chama Rinópolis e desde os seis anos de idade, costumava ir ao riozinho do sitio peneirar e pegar peixinhos dos quais eu trazia e criava em um tanque construído no fundo do quintal. Daí veio a paixão pelos peixes. Depois ingressei em uma faculdade de veterinária, mas não entendia porque apesar de gostar de animais não gostava do curso, até que um dia assisti uma palestra de criação de peixes e fui perguntar para o palestrante como faria para trabalhar nesta área pois tinha muito interesse. Conversamos sobre minhas preferências que eram nutrição, manejo e melhoramento genético que é a base do curso de zootecnia. Então prestei um novo vestibular , desta vez para zootecnia, onde aprendi quase tudo que sei hoje."


AQUABR: Você era ou é um Aquarista? Aquapaisagista?  E por que peixes ornamentais?
"Podemos dizer que sou um aquarista apaixonado por aquapaisagismo, pois quando comecei não existia aquapaisagismo, então primeiro sou aquarista."

AQUABR: Em uma conversa informal no 4º EAB nos contou que esteve durante os 05 anos estudando as Carpas no Japão. Conte-nos um pouco sobre essa experiência?
"Primeiro não foi apenas com carpas, mas sim um conjunto de especialidades onde o principal era a carpa NISHIKIGOI. Aprendi muito em nutrição de peixes, reprodução, utilização de alta tecnologia em aquarismo, larvicultura e crescimento de peixes.
Posso dizer que foi muito proveitosa, pois tecnologias que aprendi há 14 anos atrás estão chegando agora no Brasil." 


AQUABR: Em relação a sua palestra sobre reprodução de peixes, qual espécie você considera a mais difícil de se reproduzir em cativeiro? Por quê?
"Na verdade as espécies mais difíceis são as espécies reofilicas (Que necessitam fazer migração para reprodução). Apesar de difíceis não são impossíveis."

AQUABR: Explique novamente como funciona a utilização do chá mate para a reprodução de peixes Neon.
"Então vamos lá, o néon necessita de águas moles ricas em ácidos orgânicos como é encontrado no Rio Negro, local de origem dos néons cardinais. Para imitara as condições em que ele se reproduz utilizo chá mate, coloco 16 saquinhos de chá mate para um litro de água e fervo para fazer o chá. Então preparo um aquário com fundo falso de tela, para que os ovos caiam e não sejam comidos, com água deionizada que devido a falta de íons deve estar com uma condutividade zero ou próxima disso. Então com o aparelho condutivimetro(que leia na faixa de 0 a 100 µS) no aquário vou acrescentando o chá mate previamente preparado e resfriado até atingir a leitura de 20 µS no condutivimetro.
Então coloque os néons no aquário e retire em dois ou três dias deixando os aquários no escura até que as larvas comecem a eclodir. Alimente com paramecium ou rotiferos e depois com nauplios de artêmia."


AQUABR:  Hoje sabemos que é mais fácil conseguir uma licença para abate de animais do que para reprodução dos mesmos. Como você vê o Brasil em relação a conservações de espécies de fauna e flora?
"Vejo tudo com moderação, estamos passando por um momento de transição, onde em um primeiro momento a captura era indiscriminada, depois a proibição indiscriminada e agora estamos negociando e conversando para chegar em um meio termo. Devemos levar nossas propostas de captura responsável, junto com pesquisa de produção.
Pois o peixe criado em cativeiro é mais viável ecologicamente, uma vez que não é mais necessário capturá-los nos locais de origem. “Criar é preservar”." 


AQUABR:  E para fecharmos, deixe uma dica para iniciantes que gostariam de estar reproduzindo seus peixes?
"Em primeiro lugar, recomendo que não sejam precipitados, que leiam bastante a respeito do peixe que tem interesse de reproduzir, hoje toda a informação está disponível entre os aquaristas que trocam informações de seus sucessos de reprodução.
Segundo, prepare bem suas matrizes com uma boa alimentação, pois um reprodutor bem alimentado melhora suas taxas de fertilidade e fecundidade. Além disso um ovo com muito vitelo, nutre melhor as larvas melhorando a sobrevivência e desenvolvimento dos filhotes.
Terceiro e talvez o mais importante é, observe muito seus peixes, pois os melhores aquaristas são aqueles que são observadores. No Brasil existe um ditado que diz “ o olho do dono engorda o boi” e no Japão o pessoal diz “ o rasto do dono aduba a terra”.

Então como podemos ver um bom observador tem grande probabilidade obter sucesso na reprodução de seus peixes.
Desejo a todos sucesso na sua tentativa de reprodução."

 

Equipe AQUABR, gostaria de agradecer a atenção que Marcelo Assano nos deu.
Obrigado!!!

W3TOOLS