Número de peixes da reserva marinha de Cabo Pulmo - México, aumenta 5 vezes em uma década

  • 25/08/2011
  • 2360 visualizações
  • O projeto ensina que o sucesso de iniciativas semelhantes depende do envolvimento das comunidades

    O projeto ensina que o sucesso de iniciativas semelhantes depende do envolvimento das comunidades

  • Esta foto de um pesquisador mexicano mostra arraias saltando sobre a superfície da água.

    Esta foto de um pesquisador mexicano mostra arraias saltando sobre a superfície da água.

  • Cabo Pulmo tem 71km² e é aproximadamente 70 vezes maior que a maioria das reservas estudadas.

    Cabo Pulmo tem 71km² e é aproximadamente 70 vezes maior que a maioria das reservas estudadas.

  • Projeto de recuperação na área do Parque Nacional Cabo Pulmo.

    Projeto de recuperação na área do Parque Nacional Cabo Pulmo.

  • O projeto é fruto da dedicação e entusiasmo da população local, que se viu incomodada com a destruição da reserva

    O projeto é fruto da dedicação e entusiasmo da população local, que se viu incomodada com a destruição da reserva

  • A população da região de Cabo Pulmo decidiu interromper todas as atividades pesqueiras em 1995.

    A população da região de Cabo Pulmo decidiu interromper todas as atividades pesqueiras em 1995.

  • Tubarões se aproximam da superfície e podem ser vistos sob a água cristalina.

    Tubarões se aproximam da superfície e podem ser vistos sob a água cristalina.

  • A partir de 1995 a população local passou a tomar conta da reserva.

    A partir de 1995 a população local passou a tomar conta da reserva.

  • Em 10 anos a reserva marinha conseguiu quintuplicar o seu número de peixes existentes.

    Em 10 anos a reserva marinha conseguiu quintuplicar o seu número de peixes existentes.

Cabo Pulmo tem 71km² e é aproximadamente 70 vezes maior que a maioria das reservas estudadas. Entre as espécies mais comuns na área estão a garopa do golfo (Mycteroperca jordani), garopa sardineira (Mycteroperca rosacea), pargo cinza (Lutjanus novemfasciatus), pargo amarelo (Lutjanus argentiventris) e cavalinha (Seriola lalandi).

Confira íntegra da notícia Reserva marinha mexicana quintuplica número de peixes em 10 anos.

Fonte: Terra
W3TOOLS