Notícias

Projetos Mantas do Brasil

Pesquisadores do Instituto Laje Viva descobrem os principais pontos de migração da Arraia-Jamanta, um dos maiores peixes da terra

  • Por: AQUABR
  • 07/07/2011
  • 6299 visualizações

A Arraia-Jamanta (Manta birostris é um dos maiores peixes do mundo (confira os 10 maiores animais marinhos do mundo) e está relacionada na lista vermelha das espécies em risco de extinção. Esse dócil  animal pode pesar mais de 2 toneladas e medir até 7 metros de largura, de uma nadadeira a outra. Possui 5 mil dentes minúsculos e sua alimentação se dá pela sucção da água absorvendo os plânctons. Apesar de todas essas características assustadoras, Paula Romano, pesquisado do Instituto Laje Viva, afirma "elas são dóceis, gostam de interagir, de sentir as bolhas que a gente solta".

Por se tratar de um animal que vive em mar aberto, esse seu imenso habitat dificulta o estudo da Arraia-Jamanta. O país que possui a maior concentração dessa espécie é em Moçambique, na África. Aqui no Brasil existe apenas um único local onde elas são encontradas, no Parque Estadual Marinho da Laje de Santos (área de proteção marinha), a 40km do litoral de São Paulo.

Como as Arraias-Jamanta percorrem grandes distâncias em regiões tropicais e substropicais do globo, se concentrando apenas em poucos locais, isso comprova a dificuldade dos estudos sobre esse animal.

Há cinco anos, os pesquisadores estudam as arraias que aparecem na região. Já fotografaram mais de 70, o que torna a Laje de Santos o terceiro melhor lugar do mundo para se avistar as jamantas. (Confira o mergulho realizado pelos pesquisadores do Instituto Laje Viva, projeto Mantas da Brasil).



A pesquisa acontece da seguinte forma, um mergulhador fixa um equipamento nas nadadeiras da Arraia-Jamanta, após 80 dias esse cilindro se solta e volta à superfície, quando o aparelho chega à superfície ele transmite informações para um satélite que repassa as informações para os pequisadores. Já descobriram dessa forma que a arraia-jamanta mergulha cerca de 800 metros de profundidade.

O Projeto Mantas do Brasil, tem como objetivo aumentar o conhecimento biológico sobre a Araia-Jamanta e seus padrões de migração da população que ocorre nos meses de inverno no Parque Estadual Marinho da Laje de Santos. A partir da coleta dessas informações, será possível fornecer uma base de conhecimento acerca da biologia da espécie para ser utilizada em programas de conservação e uso turístico sustentável.

Se você se interessou pelo Projeto Mantas do Brasil e quer conhecer mais sobre outros projetos do Instituto Laje Viva, visite o site: www.lajeviva.org.br

Fonte: G1.globo, Mantasdobrasil.lajeviva
W3TOOLS